Comunidades preparam festas em honra de Nsa Sra da Consolata
14/06/2019
As comunidades dos missionários da Consolata em Portugal preparam-se para as festas em honra de Nossa Senhora da Consolata. Destacamos a de Águas Santas, Casa Regional e Cacém

Águas Santas: 16 de junho
A comunidade dos Missionários da Consolata (IMC) de Águas Santas dá o pontapé de saída para os festejos em honra de Nossa Senhora da Consolata. Esta comunidade do município da Maia Porto, prepara-se, assim, para receber os festeiros já no próximo domingo, dia 16 de junho. A festa começa pelas 10h00, com uma procissão com o andor de Nossa Senhora; segue-se a Eucaristia campal, pelas 11h00, e será presidida pelo padre Jaime Patias, Conselheiro Geral do IMC. Segue o almoço, previsto para as 12h30. Os festejos prosseguem com uma tarde cultural de animação, pelas 14h30, e que este ano conta com uma presença especial: o cantor e compositor José Alberto Reis.

Casa Regional: 22 de junho
Na Casa Regional do IMC, em Lisboa, a festa está programada para a tarde do dia 22 de junho, sábado, com um programa muito simples, que começa com a celebração da Eucaristia, pelas 16h30, seguindo-se, pelas 18h00, um lanche partilhado no espaço externo da casa. A Missa será presidida pelo padre Aventino Oliveira, que integrou o primeiro grupo de seminaristas que entraram em 1944 no seminário da Consolata em Fátima, um ano após a chegada do padre João De Marchi, o missionário que fundou o IMC em Portugal.
A comunidade da Casa Regional convida para um Tríduo de Preparação para a sua festa. Este tríduo vai decorrer nos dias 19, 20 e 21, pelas 19h00, na capela da comunidade.
 
Cacém: 23 de junho
Na comunidade do Centro Missionário Padre Paulino (Quinta do Castelo, no Cacém) as celebrações decorrem no domingo, dia 23. A procissão com o andor de Nossa Senhora dá início aos festejos, pelas 11h00. Segue-se a Eucaristia campal, às 11h30, presidida pelo padre Eugénio Butti, que termina agora o seu mandato como superior da região portuguesa do IMC.
O almoço, com “menu missionário” e “oferta livre”, exige inscrição prévia e é servido por volta as 13h00. Para a tarde, a organização anuncia, sem mais detalhes, uma “confraternização missionária”, a partir das 15h00.
Outra particularidade desta festa vai ser a oportunidade dada aos festeiros de poderem visitar uma exposição alusiva os 75 anos do IMC em Portugal e que esteve patente ao público nos últimos meses, como exposição temporária, no Museu da Consolata em Fátima.

Motivos para festejar    
Os motivos principais que inspiram as celebrações deste ano são comuns às três festas: além de celebrar Nossa Senhora Consolata, esse título mariano que dá nome a dois institutos missionários (Missionários e Missionárias da Consolata), por desejo do seu fundador, o beato José Allamano, continua-se a assinalar o Jubileu dos 75 anos de fundação e presença do IMC em Portugal. Acresce também o facto de estarmos em pleno Ano Missionário.
O dia de Nossa Senhora da Consolata na liturgia é comemorada sempre a 20 de junho, mas a festa popular nas comunidades celebra-se normalmente no fim de semana mais próximo, anterior ou posterior, dessa data. Este ano, a 20 de junho a Igreja celebra também a festa do Santíssimo Corpo e Sague de Cristo.

Albino Brás