Faleceu Francisco Lerma, bispo de Gurué, Moçambique
25/04/2019
Francisco Lerma, bispo de Gurué, Moçambique, faleceu esta quarta-feira, 24 de abril, aos 74 anos de idade, em Maputo

O atual bispo da diocese de Gurué, Francisco Lerma, faleceu no final da tarde desta quarta-feira, 24 de abril, no Instituto do Coração - ICOR, em Maputo, para onde tinha sido levado depois de se sentir mal, anunciaram os serviços de comunicação da Direção Geral dos Missionários da Consolata (IMC), instituto religioso ao qual pertencia.

Percurso de vida
Francisco Lerma Martinez, nasceu em El Palmar, Múrcia (Espanha) no dia 4 de maio de 1944. Ingressou no Seminário Diocesano de São José, Múrcia, em 1957, onde fez o curso propedêutico, seguindo-se o curso filosófico no Seminário São Fulgêncio de Múrcia. Entretanto, repensou a sua vocação e entrou para o Instituto Missionários da Consolata.

Já com os Missionários da Consolata, fez o noviciado em Bedizzole, Brescia, na Itália, que concluiu com a profissão religiosa dos primeiros votos, em 1966, e anos mais tarde, em 1969, a profissão perpétua, em Madrid. Foi ordenado diácono em 1969. Seguiu-se a ordenação sacerdotal, que decorreu no dia 20 de dezembro de 1969, na paróquia da Imaculada Conceição de El Palmar-Múrcia, numa celebração presidida por Monsenhor Miguel Roca Cabanellas, bispo da diocese de Cartagena.

Entretanto, formou-se em Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, curso que concluiu em 1970. Anos mais tarde voltou ao ambiente e ritmo académico e, em 1987, doutorou-se em Missiologia pela mesma universidade.

Foi destinado a Moçambique em 1971, ainda muito jovem, com apenas 27 anos. Naquele país africano, pelo qual se enamorou, desempenhou imensos cargos e trabalhos pastorais nas missões de Maúa, Etatara e Cuamba, na Diocese de Lichinga, província do Niassa; no Secretariado Diocesano da Coordenação Pastoral, no Centro de Promoção Humana do Guiúa, e Missões de Nova Mambone, Vilankulo, Massinga em Inhambane.

Entre os anos 2002 a 2007 foi diretor do Secretariado Geral para a Missão, dos Missionários da Consolata, em Roma. Mas em 2007 voltou para Moçambique, desempenhando, entre outros compromissos, o cargo de pároco da Paróquia São Carlos Lwanga de Maputo.

Entre 2008 e 2010, foi Superior Provincial dos Missionários da Consolata de Moçambique.

Bento XVI nomeia-o bispo de Gurué
Em 2010 foi nomeado pelo Papa Bento XVI bispo de Gurué, sendo sagrado bispo por D. Lúcio Andrice Muandula, bispo de Xai-Xai e Presidente da Conferência Episcopal de Moçambique, na Sé Catedral de Maputo, numa cerimónia que teve lugar no 30 de maio desse mesmo ano. Tomou conta dos destinos da Diocese de Gurúè no dia 13 de Junho, dia de Santo António, padroeiro da diocese.

Sempre que regressava à Europa, de férias ou por outros compromissos, o bispo Lerma gostava de visitar os Missionários da Consolata em Portugal, onde tinha grandes amigos, e onde era conhecido por muita gente. De recordar que em fevereiro de 2011 (tinha menos de um ano de bispo) presidiu à Peregrinação da Família Missionária da Consolata a Fátima.

Hoje, 24 de abril, foi levado de urgência para o Instituto do Coração – ICOR, em Maputo, onde veio a falecer.

Albino Brás